É assim que acaba


É assim que acaba, mais um livro da grande CoHo, uma autora bem conhecida por seus romances misturados com uma história polêmica e surpreendente por trás. Aqui ela mostra um tema extremamente importante: a violência doméstica, como ela é vista por fora e por dentro do coração de quem sofre.

O ENREDO

Lily é uma mulher de 23 anos, formada em marketing, que decide se mudar para Boston para tentar uma vida melhor e ir atrás daquilo que gosta. 

Certa noite, Lily, em um de seus momentos de reflexão na beira do para peito de um prédio, acaba conhecendo Ryle, um homem misterioso que aparentava estar muito abalado por algum motivo.

Os dois acabam conversando e Lily descobre, não só que Ryle é um neurocirurgião, como o quão atraente aquele homem é.

Após alguns meses, Lily compra um balcão e monta ali uma floricultura, algo que desperta nela um sentimento de realização, e, por acaso, acaba contratando uma funcionária no mesmo dia em que que conhece o seu novo barracão, mal imaginando ela, que esta nova funcionária era irmã do homem misterioso que conhecera no parapeito do prédio.

Até a metade do livro, temos a narrativa em primeira pessoa de Lily no presente e Lily no passando, através de cartas escritas para Ellen Degenetes (que nunca foram lidas).

Uma Lily com 15 anos narra como conheceu seu primeiro amor, Atlas, um menino que se refugiou na casa abandonada de seus vizinhos procurando por um abrigo, após abandonar sua casa, onde nunca foi bem vindo.

Através destas cartas, Lily narra também o sofrimento que passava em seu lar, vendo seu pai espancar sua mãe e nunca poder denunciar tal fato que lhe causava tamanha repulsa por seu pai.

No decorrer da história, vemos como todo o passado de Lily abalou seu futuro e lhe deu uma preparação para situações que pôde encontrar mais a frente.

OS PERSONAGENS

Temos aqui um enredo com poucos personagens, sendo Lily a narradora da história, uma mulher que trás uma bagagem muito grande de seu passado para o seu futuro e descobre que nunca é fácil julgar os erros dos outros.

Ryle é um homem que se mostra muito perfeito, um neurocirurgião muito focado em sua carreira e futuro, e também muito admirado em sua profissão, até certo ponto da história, onde revela que também possui grandes fantasmas em seu passado.

Allysa, irmã de Ryle, é uma mulher com uma personalidade forte e animadora, casada com um milionário, Arshall, um homem rico, porém simples. E, apesar de tudo o que quiser, Allysa gosta de trabalhar e fazer algo de útil na vida. Ela se mostra uma grande amiga de Lily no decorrer da história.

Atlas é um menino que passou por grandes dificuldades em sua infância, e teve a ajuda de Lily quando mais precisou, tornando-se melhor amigo da garota e futuramente, muito mais do que um amigo desabrigado o qual ela amparou.

MINHAS IMPRESSÕES

Demorei um bom intervalo de tempo para ler outro livro da Collen Hoover, a autora me surpreendeu com 'Novembro 9', mas me decepcionou extremamente com 'O lado feio do amor'. Particularmente não gosto de livros que mostrem uma mulher sendo usada por um homem, sem se dar valor, e 'O lado feio do amor' para mim foi extremamente machista.

Em 'É assim que acaba', me questionei sobre os temas abordados pela autora, ela foi capaz de escrever um romance machista e agora escreveu um romance totalmente oposto, um romance que mostra o quando uma mulher pode ser forte quando um homem tenta tomar vantagens ou manipulá-la.

Ela expõe o que é uma mulher ser manipulada visto dos olhos de uma pessoa que apenas acompanha a situação e mais tarde, ela traz ao leitor o que é estar do outro lado da moeda, todos os sentimentos que envolvem ser agredida por alguém que se ama muito.

Acredito que o livro foi um grande sucesso, pois quando fui comprar, na promoção dos dias das mulheres da Saraiva, já havia esgotado todo o estoque e nem estava disponível para pedidos.

Essa estória sim, vale a pena ser lida, mais do que um romance, CoHo trás uma realidade a tona, uma história que é real na vida de muitas mulheres, e que, nem tudo são flores.

CITAÇÕES FAVORITAS:

“Percebi que deve ter sido porque ela é assim: varre tudo para baixo do tapete o qu a magoa, e nunca mais toca no assunto” (pág 128)

“Porque o que esta acontecendo entre nós dois não parece uma responsabilidade. Parece uma recompensa” (pág 130)

“Todo mundo erra. O que determina o caráter de uma pessoa não são os erros cometidos. É como ela usa esses erros e os transforme em aprendizados, não em desculpas” (pág 156)

“Toda noite, choro até dormir e sussurro “continue a nadar”. As é muito difícil nadas quando você se sente ancorada dentro d’agua” (pág 169)

“A vida é engraçada. A gente só tem alguns anos para viver, então precisamos fazer o possível para viver esses anos intensamente. Não devemos perder tempo com coisas que talvez aconteçam algum dia ou então nunca” (pág 171)

“Vou continuar fingindo que estou nadando, quando na verdade só estou boiando” (pág 175)

“Talvez o amor não seja um ciclo completo. Apenas suba e desça, entre e saia, assim como as pessoas em nossas vidas” (pág 175)

“Enquanto o encaro, penso em como é fácil julgar os outros quando estamos de fora” (pág 270)

DADOS

É Assim Que Acaba, Collen Hoover – Ano: 2018 – 368 páginas – Galera Record

ONDE COMPRAR

Comentários

  1. Estou em curiosa pra ler :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/2018/07/entrevista-escritor-sidnei-coelho.html

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu comecei a ler este livro há um tempo, estava com uma expectativa enorme sobre ele. A Colleen realmente fez um trabalho incrível escrevendo este livro, os assuntos abordados nele são extrema importância, e a forma como ela inseriu isso à história foi ótima. Mesmo assim, não tive muita vontade em continuar a leitura, e não sei por quê... Quem sabe eu não o leia depois, né?

    Adorei a resenha <3

    Beijos
    Cantinho da Escrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

back to top