Demian



'Demian: história da juventude de Emil Sinclair' é a obra considerada divisora de águas na produção literária do autor Hermann Hesse, publicada em 1919. Um livro que conquista os leitores de forma única, trazendo questionamentos essenciais sobre a nossa existência. Temas interessantes são abordados ao decorrer da história, mas antes vale mancionar um pouco sobre o que o livro se trata.


O ENREDO

Aqui temos um romance de formação, vamos acompanhar Emil Sinclair durante sua infância, juventude e vida adulta. Logo nos primeiros capítulos, o leitor tem o contato direto com os dois mundos, o dualismo que permeia a infância e a juventude de Sinclair. 

Eventos que vão só se fortalecer cada vez mais a partir do momento em que o protagonista conhece Max Demian, um garoto de sua idade, mas com uma maturidade que deixa Emil curioso e surpreso. A segurança e a imagem de Demian assombra o personagem principal durante toda a história, isso porque temos a presença fortíssima de questões existenciais vagando ao redor de Max e ele faz questão de partilhá-las com Sinclair. Conflitos entre: consciência e inconsciência; o bem e o mal; o masculino e feminino; o jogo onírico presente em descrições, são todos pontos temáticos da obra. 



OS PERSONAGENS

É interessante perceber como o dualismo se traduz até mesmo na criação imagética que o leitor faz durante a leitura: de Sinclair (um rapaz mais fechado, medroso, complacente e submisso) e Max Demian (um rapaz com maturidade adulta, bem resolvido, questionador, intuitivo e com espírito e pensamento mais indomável).  

Ambos os personagens são o centro da história, é impossível dizer que Demian exerce uma função secundária no romance, até porque ele está presente nos pensamentos e atos de Sinclair, de uma forma até assustadora. O que faz com que a impressão de que ambos são bem construídos a ponto de se igualarem a nível de importância dentro do enredo.

MINHAS IMPRESSÕES

Eu gostei muito mais das reflexões que o livro me trouxe do que da própria história. Demian, realmente, é um personagem extremamente forte que consegue penetrar na mente de qualquer um e nos fazer quuestionar várias coisas. Por diversas vezes tive que grifar as partes que mais mexiam comigo, as analogias feitas pelo narrador, principalmente, são divinas. 

A narrativa é densa, pois por vezes me peguei tendo que parar para refletir sobre as coisas que estavam sendo ditas. Não é nada que dificulte a experiência de leitura, na verdade, só faz com que a experiência seja mais única. Uma boa leitura se faz com boas reflexões, não é mesmo? 

O que mais ganhou meu coração durante a leitura foram as descrições dos sonhos que Sinclair tinha, cenas que revelavam um tipo de apelo mais utópico e simbólico.


CITAÇÕES FAVORITAS


São muitos os que unicamente esta vez passam na vida por aquele morrer e renascer que é o nosso destino, somente esta vez, quando tudo o que chegarmos a amar quer abandonar-nos e sentimos de repente em nós a solidão e o frio mortal dos espaços finitos. (pág. 60)

Quando se quer algo verdadeiramente e com suficiente força, acaba-se por consegui-lo sempre. (pág. 106)

Nunca se chega ao lar – disse afavelmente. – Mas quando duas rotas amigas coincidem, o mundo inteiro por um momento nos parece o lar. (pág. 159)

SOBRE A EDIÇÃO 

Páginas amareladas, diagramação e tamanho da fonte confortáveis. Não encontrei nenhum erro de digitação. A capa é muito bonita, na minha opinião. Lombada característica de outros livros também lançados do Hesse pela Record.

A edição possui um posfácio escrito por Ivo Barroso, também tradutor da história, que me ajudou bastante a entender curiosidades sobre a personalidade do autor, bem como aspectos do ambiente, datas históricas, etc. Recomendo muito.

DADOS


Demian, Hermann Hesse – Ano: 2016 – 196 páginas – Grupo Editorial Record 

ONDE COMPRAR:


Comentários

  1. Oi, Haise! Fico feliz que tenha voltado com as resenhas <3

    Nunca tinha ouvido falar deste livro, mas parece ser uma obra excelente! Gosto bastante de livros que mostram a vida do personagem desde o início, assim podemos ficar ainda mais próximos dele. E sobre as citações: realmente são bem profundas. Adorei a resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Muito boa resenha.
    E obrigado pela dica, gosto muito de romances de formação.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

back to top